O maior erro no Amor é tentar fazer o coração, parvo!

Heart love

O nosso coração não é parvo. Antes pelo contrário. Ele sabe muito bem o que quer, e não adianta tentar engana-lo, pois ele não se deixa enganar.

O que acontece, é o seguinte. Todos nós nascemos puros, nascemos totalmente inocentes. Nascemos vazios de Ego. Depois, a partir dos primeiros anos de vida, com a família, com os amigos, com os conhecidos e com a sociedade, começamos a perder a pureza, começamos a perder a inocência, com a assimilação do Ego. E a assimilação do Ego, vai continuando pela vida fora, e tomando cada vez mais conta da nossa mente. E levamos o Ego para o Amor. Com isso; acreditamos cada vez mais, que o Amor é Condicional. E em momento algum nos ocorre, que tudo isto, é mental. Em momento algum nos ocorre, que nada disto tem a ver com o Amor.

Depois, em consequência da assimilação do Ego, acreditamos que devemos Amar uma pessoa, que nos faça sentir bem. Ou seja; passamos a acreditar no Amor, segundo o Apego por nós próprios.

Seguidamente, acreditamos que o Apego por nós próprios, é Amor por nós próprios. E isto que acreditamos, não corresponde à verdade.

O Amor por nós próprios, é nos Amarmos Incondicionalmente, nos aceitarmos tal como somos, para podermos Amar uma outra pessoa Incondicionalmente. O Verdadeiro Amor por nós próprios, significa, depois, Amarmos outra pessoa, não segundo o Ego e o Apego, mas segundo a pureza, a inocência do nosso coração.

Como disse anteriormente, o nosso coração sabe muito bem o que quer. E o que ele quer, é que Amemos segundo ele, e não segundo a mente.

Ao fim de muitos anos, a agir segundo a mente, e não segundo o coração, vai chegar um momento em que somos confrontados com isso, a partir de dor e de sofrimento. E nessa altura, começamos a interrogarmos; onde foi que erramos, e, será que o Amor é dor e sofrimento?
– Nós não cometemos erro algum. O erro começou na nossa família, e depois, nos amigos, nos conhecidos e na sociedade, na perda da pureza, na perda da inocência, e com a assimilação mental do Ego.
– O Amor, jamais gera dor e sofrimento. O que gera dor e sofrimento, é o Apego e não o Amor. Por exemplo; dizermos à pessoa que julgamos Amar, não posso viver sem ti. Dizer uma frase destas, não é Amor, é na verdade Apego. É Apego por essa pessoa.

Uma pessoa, para poder Amar outra pessoa Verdadeiramente, tem de viver bem consigo mesma. Tem de se Amar Incondicionalmente. E depois de se Amar Incondicionalmente, depois de se aceitar tal como é, poderá amar outra pessoa Incondicionalmente. Poderá aceita-la, tal como ela é. Poderá olhar para a outra pessoa, e vê-la perfeita, numa pessoa imperfeita.

Compreender isto tudo e depois pô-lo em prática na nossa vida amorosa, é simultaneamente respeitarmos o nosso coração, fazendo o que ele quer, e também recuperarmos a pureza, inocência perdida, a partir dos primeiros anos de vida!

Mário Jorge

Esta entrada foi publicada em Amor incondicional, Apego, Coração, Ego, Inocência, Mente, Pureza, ureza com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s