O que é para mim o Amor Genuíno

Já lá vão mais de quatro anos, que comecei a falar sobre o Amor Genuíno, Amor Verdadeiro ou Amor Incondicional, aqui no meu blog.

E agora; podem-me perguntar se é difícil falar de amor incondicional!
– Não é difícil de falar sobre amor incondicional. Difícil é aprender o que é o amor incondicional.
Demora muito tempo, a se aprender o que quer dizer Amor Incondicional. E demora muito tempo, porque é muito vasto. E ainda hoje, depois de mais de quatro anos, aprendo o quê que ele significa.
Porém; já posso falar sobre ele, pois já sei o bastante para falar dele.

O que vou falar aqui neste texto, é o que ele é para mim.

Vamos lá então!

Para mim, o amor incondicional, é o amor.
O amor, é o amor incondicional.

Para mim, ou se ama incondicionalmente ou não se ama.

Existem vários tipos de amor, entre duas pessoas. Mas para mim, o único que é mesmo amor, é o Amor Incondicional.

Para mim, amar incondicionalmente, é querer o bem da pessoa amada. É querer a sua felicidade. É colocar de lado, o que é bom para mim. Pois o mais importante é o que é bom para a outra pessoa.

Quando uma pessoa diz que ama outra pessoa, e quer que ela mude, o que acha que está mal, nela, é colocar uma condição do ego. Logo, esse amor que diz sentir, não é verdadeiro.
Quem ama, deixa que a pessoa que ama, seja ela mesma, tal e qual ela é, com as suas virtudes e as suas imperfeições.

Quando se fala de amor incondicional, está-se a falar de um amor puro.
E é puro, porque ele não contém os seus dois opostos. O Ego e o Apego.
Quando existe amor genuíno, não existe ego e nem apego.
E quando existe ego e apego, não existe amor genuíno.
Mas é muito importante dizer, que o apego, é o outro lado ego. Ou seja; ele nasce do ego.

Depois, o Amor Incondicional, é bondosamente generoso.
– Ele oferece felicidade a ti, e à pessoa amada.
É compassivo.
– Ele não quer que a outra pessoa sofra, e nem as causas do sofrimento.
É alegre.
– Ele dá alegria, a ti, e à pessoa amada.
Equanimidade, ou inclusividade
– O teu problema, é o meu problema. A tua felicidade, é a minha felicidade. O teu sofrimento, é o meu sofrimento.
No amor genuíno, a felicidade e o sofrimento, deixam de ser questões individuais.
Altruísmo.
– No amor genuíno, a felicidade da pessoa amada, está em primeiro lugar.

A bondade amorosa,
A compaixão,
A alegria,
A equanimidade, ou inclusividade,
E o altruísmo, são inseparáveis do amor incondicional.
Não se pode amar incondicionalmente, separando-os do amor.
Eles são, por tanto, sentimentos integrantes do amor incondicional.

É isto, que é para mim, o amor incondicional.

Sem se perceber tudo isto, não se pode amar incondicionalmente!

Mário Jorge

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Alegria, Altruísmo, Amar incondicionalmente, Amor, Amor Genuíno, Amor incondicional, Amor verdadeiro, Apego, Bondade Amorosa, Compaixão, Ego, Equanimidade, O que é para mim o Amor Genuíno, O verdadeiro amor com as etiquetas , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s