Se o amor puro, eterno, incondicional…

Resultado de imagem para Amy Lichtenhan

“Se o amor puro, eterno, incondicional é a base em que tu estás, mesmo que tudo caia, tu ainda és valioso porque tu és amado.”
― Amy Lichtenhan

***

Lindas palavras de Amy Lichtenham.

O Amor eterno e incondicional, começa em nós.
Depois, teremos todas as condições para o estender à pessoa amada.
E a partir desse momento, nada á mais valioso para nós, do que o amor.
Ao darmos amor puro, eterno e incondicional, à pessoa amada, automaticamente iremos receber o mesmo amor.
E esse é o inicio, da mais bela, mágica, e terna felicidade a dois que existe!

Mário Jorge

Publicado em Amor incondicional, Amy Lichtenham | Etiquetas , | Publicar um comentário

Não há medo no amor… ― Molly Friedenfeld

“Não há medo no amor. Viver com a Fundação do amor no teu coração e tu vais-te tornar destemido”.

― Molly Friedenfeld

***

Concordo em absoluto com esta frase da Molly Friedenfeld.

Porem, antes de continuar, vou dizer o seguinte:
― Há dois tipos principais de amor. O verdadeiro e o falso.

O amor verdadeiro, é o amor incondicional.
― Ele é feliz, e harmonioso.
E o falso amor, é o amor condicional.
― Ele é dominado pelo medo.

O medo, é gerado pelo apego, que é gerado pelo ego.

O amor verdadeiro, não contem medo. Contem felicidade, harmonia e paz. E esses sentimentos, são sentimentos do coração.
Ao passo que o medo, que como disse, é criado pelo apego, que é criado pelo ego, é mental.
O apego e o ego, são opostos absolutos do amor.
Eles são existem, quando existe amor.

O amor condicional é completamente mental.
Em nenhum momento, quem ama condicionalmente, ama com o coração.

Mas o amor incondicional é completamente do coração.
Em cada momento, quem ama incondicionalmente, ama com o coração.

Quem ama incondicionalmente, ama como ama o amor. Ama por amar. Pois amar verdadeiramente, é simplesmente amar!

Mário Jorge

Publicado em Amor incondicional, Amor verdadeiro, Apego, Ego, Medo, Monica Lyris, Não há medo no amor… ― Molly Friedenfeld, O verdadeiro amor | Etiquetas , , , , , , , | Publicar um comentário

O Amor… ― Bryant McGill

Resultado de imagem para Bryant McGill

“O Amor só serve e não calcula”

― Bryant McGill

***

Inteiramente de acordo com esta frase de Bryant McGill.

Quando se coloca condições para amar, está-se a calcular. Só ama, mediante condições, que a outra pessoa deve obedecer, caso contrário, é descartada. E esta atitude o que é? -É o Ego a calcular. A pessoa quer amar outra pessoa, mas com vantagem para si. É, por tanto, o seu Ego a agir.

Mas amar, não é isso.
Amar é amar incondicionalmente.
É amar por amar.
Este é o verdadeiro amor.

O amor verdadeiro, é puro.
É puro, porque é regido pelo amor.
É puro, porque não contem o seu principal oposto, o Ego.

Tendo dito isto, digo o seguinte: uma pessoa só ama verdadeiramente, se amar incondicionalmente!

Mário Jorge

Publicado em Amar incondicionalmente, Amor, Amor incondicional, Amor verdadeiro, Bryant McGill, Compaixão, Ego | Etiquetas , , , , , | Publicar um comentário

Uma vez que tu entendes o amor… ― Vironika Tugaleva

Imagem relacionada

“Uma vez que tu entendes o amor, tu não precisas de uma recompensa tua bondade ou compaixão, assim como tu não precisas de uma recompensa para a respiração.”

― Vironika Tugaleva

***

Lindas, lindas palavras.
É mesmo isto!

Uma vez que tu entes o amor.
Uma vez que tu entendes que o amor é incondicional.
Entenderás que não precisas de nada em troca, não precisas de recompensa, para a bondade, para a compaixão que dás a quem amas.

Uma vez que tu entendes o amor, saberás escolher o verdadeiro amor, pois o verdadeiro amor, que é o amor incondicional, não vai nascendo aos poucos. Tu tens de intencionalmente escolhe-lo, passo a passo, escolha a pós escolha.

E é tão belo entender amor.
É tão belo entender que ele é incondicional!

Mário Jorge

Publicado em Amor incondicional, Amor verdadeiro, Uma vez que tu entendes o amor… ― Vironika Tugaleva, Vironika Tugaleva | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

O amor não é o oposto do poder… ― Vironika Tugaleva

Imagem relacionada

“O amor não é o oposto do poder. O amor é poder. O amor é o poder mais forte que existe. “

― Vironika Tugaleva

***

Absolutamente Maravilhosas, estas palavras da Vironika Tugaleva.

Sim, o amor é poder. É o poder mais forte que existe.

O amor, é o poder de dar felicidade à pessoa amada, sem exigir nada em troca.
É o poder de dar amor a pessoa amada, amando-a tal como ela é. Amando-a respeitando o seu livre arbítrio, de ser quem é e como é.

O amor é o poder de amar com bondade amorosa, com alegria, com equanimidade, com compaixão e altruísmo.

O amor, é o poder de amar por amar, pois o amor genuíno, é amor por amor.

O amor é assim.
E se não for assim, não é amor!

Mário Jorge

Publicado em Amor Genuíno, Amor incondicional, Amor verdadeiro, O amor não é o oposto do poder... ― Vironika Tugaleva, Vironika Tugaleva | Etiquetas , , , , , | Publicar um comentário

Aceitação – Louise Hay

“Eu acho que quando realmente amamos e aceitamos
e aprovar-nos exactamente como somos
depois tudo na vida funciona.”

Louise Hay

***

Lindas, verdadeiras e sublimes palavras.

Sem nos amarmos, nos aceitarmos, e nos aprovarmos como realmente somos, não seremos capazes de amar outra pessoa, verdadeiramente.
A doação de amor genuíno para outra pessoa, depende do amor genuíno, que doarmos a nós próprios.
Quem não aceita quem diz amar, tal como ele/ela é e lhe cobra mudanças, em vez de a aceitar como ele/ela é, com as suas virtudes e as suas imperfeições, quer dizer que a pessoa não se aceita a si própria, tal como é.

Mário Jorge

Publicado em Amor incondicional, Amor verdadeiro, Imagem, Louise Hay | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

DEPENDE

O amarmos outra pessoa verdadeiramente, está dependente do amor que damos a nós próprios.
Aceitar a outra pessoal tal como ela é, está dependente, da aceitação que temos de nós próprios.
O não julgar a outra pessoa, está dependente do não nos julgarmos.

Ou seja; só podemos dar a outra pessoa, amor verdadeiro, se primeiro o dermos a nós próprios. Exactamente da mesma maneira.

Ninguém pode dar a outrem, o que não dá a si mesmo/a.

Mas o amor próprio, não se pode confundir com amor ego.
O Amor próprio, é oferecer a nós próprios, amor incondicional.
Ao passo, que o amor ego, ou amor condicional, é ter uma atitude egoísta para com a outra pessoa. Ou seja; quem ama condicionalmente, a outra pessoa, está em segundo plano, bem ao contrário do amor incondicional!

Mário Jorge

Publicado em Amor condicional, Amor Ego, Amor incondicional, Amor verdadeiro, DEPENDE | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

A realidade…

A realidade, é que a maioria das pessoas, pensam que amar, é querer o seu próprio bem, em primeiro lugar. Ou seja; confundem egocentrismo, com amor próprio.

O amor começa por nos amarmos. Isso é verdade.
Ele começa, por sentirmos por nós próprios, amor genuíno.
Começa, por nos aceitarmos como somos. Por não nos julgarmos.

E depois de nos amarmos. Depois de sentirmos por nós amor genuíno.
Depois de nos aceitarmos como somos. De não nos julgarmos. Estaremos em condições de amar genuinamente outra pessoa.

E assim que amamos genuinamente outra pessoa, não queremos que ela sofra, e nem as causas do sofrimento. Queremos que ela seja feliz. E a felicidade dela, passa a ser o mais importante para nós.

É absolutamente fundamental perceber isto, para se perceber o que é o Amor Genuíno, ou Amor Incondicional!

Mário Jorge

Publicado em A realidade…, Amor Genuíno, Amor incondicional, Amor próprio, Egocentrismo | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

O amor, se não for…

O amor, não espera nada troca.
Não se move por ses, por porquês . 
Move-se por amor.

Cada vez que uma pessoa coloca ses, no amor, o que ela sente, não é amor verdadeiro.
É amor ego. Ou seja; é o seu ego que rege o amor que ela diz sentir.

O amor, se não for, para ver a outra pessoa feliz, em primeiro lugar.
Se não for; por tanto, para ter uma atitude compassiva e altruísta, para com a pessoa amada, não é amor, e muito menos é amor verdadeiro.

Como disse no texto que escrevi ontem, o amor, é por de lado, o que é bom para mim, pois o mais importante, é o que é bom para a outra pessoa.

Isto chama-se Amor Incondicional.
E só ele é amor, verdadeiro e puro!

Mário Jorge

Publicado em Altruísmo, Amor, Amor incondicional, Amor verdadeiro, Compaixão e Altruísmo, Ego, O verdadeiro amor | Etiquetas , , , , , , | Publicar um comentário

O que é para mim o Amor Genuíno

Já lá vão mais de quatro anos, que comecei a falar sobre o Amor Genuíno, Amor Verdadeiro ou Amor Incondicional, aqui no meu blog.

E agora; podem-me perguntar se é difícil falar de amor incondicional!
– Não é difícil de falar sobre amor incondicional. Difícil é aprender o que é o amor incondicional.
Demora muito tempo, a se aprender o que quer dizer Amor Incondicional. E demora muito tempo, porque é muito vasto. E ainda hoje, depois de mais de quatro anos, aprendo o quê que ele significa.
Porém; já posso falar sobre ele, pois já sei o bastante para falar dele.

O que vou falar aqui neste texto, é o que ele é para mim.

Vamos lá então!

Para mim, o amor incondicional, é o amor.
O amor, é o amor incondicional.

Para mim, ou se ama incondicionalmente ou não se ama.

Existem vários tipos de amor, entre duas pessoas. Mas para mim, o único que é mesmo amor, é o Amor Incondicional.

Para mim, amar incondicionalmente, é querer o bem da pessoa amada. É querer a sua felicidade. É colocar de lado, o que é bom para mim. Pois o mais importante é o que é bom para a outra pessoa.

Quando uma pessoa diz que ama outra pessoa, e quer que ela mude, o que acha que está mal, nela, é colocar uma condição do ego. Logo, esse amor que diz sentir, não é verdadeiro.
Quem ama, deixa que a pessoa que ama, seja ela mesma, tal e qual ela é, com as suas virtudes e as suas imperfeições.

Quando se fala de amor incondicional, está-se a falar de um amor puro.
E é puro, porque ele não contém os seus dois opostos. O Ego e o Apego.
Quando existe amor genuíno, não existe ego e nem apego.
E quando existe ego e apego, não existe amor genuíno.
Mas é muito importante dizer, que o apego, é o outro lado ego. Ou seja; ele nasce do ego.

Depois, o Amor Incondicional, é bondosamente generoso.
– Ele oferece felicidade a ti, e à pessoa amada.
É compassivo.
– Ele não quer que a outra pessoa sofra, e nem as causas do sofrimento.
É alegre.
– Ele dá alegria, a ti, e à pessoa amada.
Equanimidade, ou inclusividade
– O teu problema, é o meu problema. A tua felicidade, é a minha felicidade. O teu sofrimento, é o meu sofrimento.
No amor genuíno, a felicidade e o sofrimento, deixam de ser questões individuais.
Altruísmo.
– No amor genuíno, a felicidade da pessoa amada, está em primeiro lugar.

A bondade amorosa,
A compaixão,
A alegria,
A equanimidade, ou inclusividade,
E o altruísmo, são inseparáveis do amor incondicional.
Não se pode amar incondicionalmente, separando-os do amor.
Eles são, por tanto, sentimentos integrantes do amor incondicional.

É isto, que é para mim, o amor incondicional.

Sem se perceber tudo isto, não se pode amar incondicionalmente!

Mário Jorge

Publicado em Alegria, Altruísmo, Amar incondicionalmente, Amor, Amor Genuíno, Amor incondicional, Amor verdadeiro, Apego, Bondade Amorosa, Compaixão, Ego, Equanimidade, O que é para mim o Amor Genuíno, O verdadeiro amor | Etiquetas , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário