Ego e Amor? Qual é a sua, real, Liberdade?

Um dos mais Sublimes e Maravilhosos textos que li, até hoje.
Vale muito a pena ser lido!


25 Abril 2.png
“A infelicidade não cai sempre sob o mesmo infeliz, há é pessoas que encontram o que procuram”.

Esta frase provoca a nossa existência, na postura que devemos ter durante a nossa vida.

Pessoas que encontram sempre o que procuram, à primeira vista achamos que toda a gente busca a Felicidade, no entanto, há diversas formas de busca e diferentes conceitos de felicidade.

A diversidade de conceção de ser feliz tem por base o grau de amor interno da pessoa.
Amor, ouviu bem, respeito, segurança e audácia também. Estas caraterísticas fortemente intrínsecas no coração da pessoa, irá levar à mente a busca pelo contentamento da vida.

Mas se o nosso coração estiver preenchido não pelo Amor mas sim pelo Ego, então sim, o coração não terá condições para levar à mente qualquer tentativa de Felicidade.
E qual a diferença entre Ego e Amor Próprio?
Vou vos explicar as diferenças entre as duas “personalidades” existentes em cada Ser Humano.
Há uma luta constante entre estes dois seres dentro de nós, e aquele que alimentarmos para ser vencedor é o que comandará as nossas vidas.
O Ego, vive da necessidade de ter a atenção da sua pessoa no exterior, ou seja, nos outros.
Sustenta-se unicamente através do relacionamento dos outros para com a sua pessoa, fica sempre refém da atenção deles, procura constantemente ser valorizada e cria máscaras sentimentais para criar elos afetivos, não porque sentem realmente isso, mas sim, porque obrigatoriamente necessitam desses tipos de ligação para se valorizarem.
Esta forma de atuar é muito comum nas pessoas com baixa autoestima, pouca autoconfiança faz a pessoa trabalhar mais o seu ego, pensando que isso lhe trará mais felicidade e harmonia.
Ora, é aqui o principal erro das pessoas, o Ego nunca traz serenidade, ele nunca está satisfeito e procura sempre mais nas outras pessoas, e aquilo que era uma pequena prisão, todos os dias vai aumentando um pouco e transformando a mente e o comportamento das pessoas.
O ego quer ter sempre razão mas ao mesmo tempo é um ser muito vulnerável porque está acorrentado ao exterior, a tudo o que vem dos outros, às opiniões, aos hábitos, aos pensamentos, às crenças e aos preconceitos.

Há atitudes de necessidade de controle para não perder atenção dos outros, em muitos casos, recorrendo a máscaras de vitimização.
E quando somos vulneráveis, quando estamos dependentes dos outros não se é capaz de ser feliz, de ter serenidade e paz interior dentro de si. Tem sempre outros seres dentro do corpo e da mente, logo a Alma nunca será saudável, não é verdadeira.

E a Alma, só é feliz quando é Genuína e Livre, já a famosa frase de Cristo isso referia: “Só a Verdade te Libertará”. As máscaras e as correntes a que se recorrem só criam muito mais medos, tristeza, angústias, ódios e prisões.
A Alma, ou seja, a personalidade das pessoas, só será saudável se for alimentada e cuidada com Amor, e aqui entra o Amor Próprio.
O Amor Próprio vive do interior da pessoa, não tem necessidade, não precisa e não quer ser nutrido pelos outros.
A pessoa está confortável com o seu Ser, sabe que não é perfeita, que tem um caminho para descobrir e coisas para aprender. Mas acima de tudo, não se sente refém de ninguém e não há melhor sentimento interior, que ter uma Alma Livre.
O Ego é um falso sentido de identidade, a palavra egoísta vem de ego é, primeiramente, alguém que não se conhece a fundo e por isso recorre aos outros, o egoísta tem a falsa sensação que se ama a si mesmo e tudo faz para demostrar isto, mas na realidade, as suas atitudes e comportamentos indicam precisamente o contrário.

Têm muita dificuldade em olhar para dentro de si, não preenchem os seus espaços vazios e, normalmente, tendem a projetar nos outros o que deve ser corrigido neles próprios.
O Amor Próprio não é um cliché, não pode ser considerado banal, é o alicerce base de cada corpo e mente. E tal como as nossas habitações têm que ter estruturas sólidas, o nosso Corpo, que é habitação da Alma, tem que ter fundações sólidas para enfrentar as tempestades que a vida presenteia.
O nosso Amor Interior é a nossa evolução após todas a experiências e aprendizagens, de serenarmos, olharmos à nossa volta e verificarmos que a única forma de realmente sermos saudavelmente felizes é cultivarmos o nosso Amor Próprio.

Quando esta plantação estiver no nosso campo, então a serenidade toma conta de nós… colhemos a tranquilidade, porque o ego se acalmou, anestesiou.

Com a Terapia de EFT e a Yoga do Riso, terapias naturais energéticas, não fará mais sentido ter o Ego na sua vida, ao desbloquear todas as Emoções, o seu coração ficará mais sadio e liberto, será preenchido com o seu Amor.

O objetivo final destas terapias é levar o Bem-Estar e Alegria à sua vida, porque amar com verdade oferece-nos Serenidade, Paz, Coragem, Amor – numa só palavra – Liberdade.

A segurança e o respeito por si mesmo anulam o medo e arrogância, engrandecendo a humildade do amor, favorece todos os sentidos do corpo.
Viver com os sentidos é viver saudavelmente, com calma e paz interior… E isto, é a melhor prenda que podemos dar a nós mesmos. Valorizar-nos e Amar-nos. Sermos Livres na nossa essência…

 

Beijinhos e Até à próxima.

Fonte: Nair  Silva – Terapias Bem-estar e Alegria

Esta entrada foi publicada em Amor, Ego, Ego e Amor, Liberdade, Nair Silva, Nair Silva - Terapias Bem-estar e Alegria com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s